Capítulo 3. Instalação

Nik Clayton
3.1. Qual plataforma devo baixar? Eu tenho uma CPU compatível com 64 bits Intel®, mas eu só encontro amd64.
3.2. Qual arquivo eu baixo para ter o FreeBSD?
3.3. O que eu faço se a imagem de instalação não inicializar?
3.4. Onde estão as instruções para instalar o FreeBSD?
3.5. Quais são os requisitos mínimos para executar o FreeBSD?
3.6. Como posso criar minha própria versão personalizada ou disco de instalação?
3.7. O Windows® pode coexistir com o FreeBSD?
3.8. Outro sistema operacional destruiu meu gerenciador de inicialização. Como faço para recuperá-lo?
3.9. Preciso instalar o código fonte?
3.10. Eu preciso compilar um kernel?
3.11. Devo usar senhas DES, Blowfish ou MD5 e como eu específico qual tipo meus usuários irão receber?
3.12. Quais são os limites para sistemas de arquivos FFS?
3.13. Por que recebo uma mensagem de erro, readin failed depois de compilar e inicializar um novo kernel?
3.14. Existe uma ferramenta para realizar tarefas de configuração pós-instalação?

3.1.

Qual plataforma devo baixar? Eu tenho uma CPU compatível com 64 bits Intel®, mas eu só encontro amd64.

amd64 é o termo que o FreeBSD usa para arquiteturas x86 compatíveis com 64 bits (também conhecidas como "x86-64" ou "x64"). Para a maioria dos computadores modernos você deve usar a opção amd64. Para hardware mais antigo você deve usar o i386. Ao instalar em uma arquitetura não compatível com x86, selecione a plataforma que melhor corresponda ao hardware.

3.2.

Qual arquivo eu baixo para ter o FreeBSD?

Na página Como obter o FreeBSD, selecione [iso] ao lado da arquitetura que corresponde ao seu hardware.

Qualquer um dos itens a seguir pode ser usado:

arquivodescrição
disc1.isoContém o suficiente para instalar o FreeBSD e um conjunto mínimo de pacotes.
dvd1.isoSemelhante ao disc1.iso, mas com pacotes adicionais.
memstick.imgUma imagem inicializável para se gravar em um pendrive.
bootonly.isoUma imagem mínima e que requer acesso à rede durante a instalação para que possa instalar completamente o FreeBSD.

Instruções completas sobre este procedimento e um pouco mais sobre problemas de instalação em geral podem ser encontradas na seção do Handbook sobre instalação do FreeBSD.

3.3.

O que eu faço se a imagem de instalação não inicializar?

Isso pode ocorrer caso você não tenha baixado a imagem no modo binário ao usar o FTP.

Alguns clientes FTP padronizam seu modo de transferência para ascii e tentam alterar quaisquer caracteres de end-of-line recebidos para corresponder às convenções usadas pelo sistema do cliente. Isso quase invariavelmente corromperá a imagem de inicialização. Verifique checksum SHA-256 da imagem de inicialização baixada: se não estiverexatamente como no servidor, o processo de download pode ter corrompido o arquivo.

Ao usar um cliente FTP de linha de comando, digite binary no prompt de comando FTP depois de se conectar ao servidor e antes de iniciar o download da imagem.

3.4.

Onde estão as instruções para instalar o FreeBSD?

As instruções para instalação podem ser encontradas na seção do Handbook sobre instalação do FreeBSD.

3.5.

Quais são os requisitos mínimos para executar o FreeBSD?

O FreeBSD requer um PC 486 ou melhor, 64 MB ou mais de RAM e pelo menos 1.1 GB de espaço em disco.

3.6.

Como posso criar minha própria versão personalizada ou disco de instalação?

Uma mídia customizada de instalação do FreeBSD pode ser criada através da construção de uma release personalizada. Siga as instruções do artigo Release Engineering.

3.7.

O Windows® pode coexistir com o FreeBSD?

Se o Windows® for instalado primeiro, então sim. O gerenciador de boot do FreeBSD irá então inicializar o Windows® e o FreeBSD. Se o Windows® for instalado posteriormente, ela sobrescreverá o gerenciador de inicialização. Se isso acontecer, veja a próxima seção.

3.8.

Outro sistema operacional destruiu meu gerenciador de inicialização. Como faço para recuperá-lo?

Isso depende do gerenciador de inicialização. O menu de seleção de inicialização do FreeBSD pode ser reinstalado usando boot0cfg(8). Por exemplo, para restaurar o menu de inicialização no disco ada0:

# boot0cfg -B ada0

O gerenciador de inicialização MBR não interativo pode ser instalado usando gpart(8):

# gpart bootcode -b /boot/mbr ada0

Para situações mais complexas, incluindo discos GPT, consulte gpart(8).

3.9.

Preciso instalar o código fonte?

Em geral, não. Não há nada no sistema base que exija a presença do código fonte para operar. Alguns ports, como o sysutils/lsof, não serão compilados a menos que o código fonte esteja instalado. Em particular, se o port compila um módulo de kernel ou opera diretamente em estruturas de kernel, o código fonte deve ser instalado.

3.10.

Eu preciso compilar um kernel?

Geralmente não. O kernel GENERIC fornecido contém todos os drivers que um computador comum precisará. O freebsd-update(8), a ferramenta de atualização binária do FreeBSD, não pode atualizar kernels customizados, o que é uma outra razão para se manter com o kernel GENERIC sempre que possível. Para computadores com uma quantidade de memória RAM muito limitada, como sistemas embarcados, pode valer a pena compilar um kernel customizado menor contendo apenas os drivers necessários.

3.11.

Devo usar senhas DES, Blowfish ou MD5 e como eu específico qual tipo meus usuários irão receber?

O FreeBSD usa SHA512 por padrão. Senhas DES ainda estão disponíveis para compatibilidade com sistemas operacionais que ainda usam um formato de senha menos seguro. O FreeBSD também suporta os formatos de senha Blowfish e MD5. O formato de senha que será usado para novas senhas é controlado pelo recurso de login passwd_format no arquivo /etc/login.conf, que recebe valores de des, blf (se estiverem disponíveis) ou md5. Veja a página de manual login.conf(5) para maiores informações sobre as capacidades de login.

3.12.

Quais são os limites para sistemas de arquivos FFS?

Para os sistemas de arquivos FFS, o tamanho máximo é praticamente limitado pela quantidade de memória necessária para executar o fsck(8) no sistema de arquivo. O fsck(8) requer um bit por fragmento, que com o tamanho de fragmento padrão de 4 KB equivale a 32 MB de memória por TB de disco. Isso significa que nas arquiteturas que limitam os processos userland a 2 GB (por exemplo, i386™), o tamanho máximo do sistema de arquivos que o fsck(8) permite operar é de ~ 60 TB.

Se não houvesse um limite de memória para o fsck(8), o tamanho máximo do sistema de arquivos seria 2 ^ 64 (blocks) * 32 KB => 16 Exa * 32 KB => 512 ZettaBytes.

O tamanho máximo de um único arquivo FFS é de aproximadamente 2 PB com o tamanho de bloco padrão de 32 KB. Cada bloco de 32 KB pode apontar para 4096 blocos. Com blocos triplo indiretos, o cálculo é 32 KB * 12 + 32 KB * 4096 + 32 KB * 4096 ^ 2 + 32 KB * 4096 ^ 3. Aumentar o tamanho do bloco para 64 KB aumentará o tamanho máximo do arquivo por um fator de 16.

3.13.

Por que recebo uma mensagem de erro, readin failed depois de compilar e inicializar um novo kernel?

O world (aplicativos e bicliotecas do userland)e o kernel estão fora de sincronia. Isso não é suportado. Certifique-se de usar make buildworld e make build-kernel para atualizar o kernel.

Inicialize o sistema especificando o kernel diretamente no segundo estágio, pressionando qualquer tecla quando o | aparecer antes que o utilitário de carga (loader) seja iniciado.

3.14.

Existe uma ferramenta para realizar tarefas de configuração pós-instalação?

Sim. O bsdconfig fornece uma boa interface para configurar o FreeBSD na pós-instalação.

Este, e outros documentos, podem ser obtidos em ftp://ftp.FreeBSD.org/pub/FreeBSD/doc/

Para perguntas sobre FreeBSD, leia a documentação antes de contatar <questions@FreeBSD.org>.

Para perguntas sobre esta documentação, envie e-mail para <doc@FreeBSD.org>.