8. Próximos Passos

Agora você deve ter as ferramentas que você precisa para explorar e editar arquivos, então você pode ter tudo ligado e funcionando. Existe uma grande quantidade de informações no FreeBSD handbook (que provavelmente está em seu disco rígido) e no web site do FreeBSD. Uma grande variedade de pacotes e ports estáo disponível no CDROM, bem como no site web. O handbook diz mais sobre como usá-los (obter um pacote, se ele existir, com pkg_add /cdrom/packages/All/nomepacote, onde nomepacote é o nome do pacote). O CDROM tem uma lista dos pacotes e ports com uma breve descrição em cdrom/packages/index, cdrom/packages/index.txt, e cdrom/ports/index, com as descrições completas em /cdrom/ports/*/*/pkg/DESCR, onde os * representam subdiretórios das categorias e dos nomes dos programas, respectivamente.

Se você achar o handbook muito sofisticado (com lndir e tudo) sobre a instalação de ports a partir do CDROM, aqui está o que normalmente funciona:

Encontre o port que você quer, digamos que seja o kermit. Haverá um diretório para ele no CDROM. Copie o subdiretório para /usr/local (um bom lugar para adicionar programas que estarão disponíveis para todos os usuários) com:

# cp -R /cdrom/ports/comm/kermit /usr/local

Isso deve resultar em um subdiretório /usr/local/kermit onde estarão todos os arquivos do subdiretório kermit do CDROM.

Em seguida, crie o diretório /usr/ports/distfiles, se ele ainda não existe, usando mkdir. Agora verifique em /cdrom/ports/distfiles por um arquivo com o nome que indique o port que você quer. Copie o arquivo para /usr/ports/distfiles; nas versões recentes você pode pular este passo, o FreeBSD vai fazer isso por você. No caso do kermit não existe distfile.

Vá até o subdiretório /usr/local/kermit, onde estará o arquivo Makefile. E execute

# make all install

Durante este processo o port vai obter a partir do FTP quaisquer arquivos compactados que sejam necessários e não estejam presentes no CDROM ou em /usr/ports/distfiles. Se sua rede ainda não está funcionando e não existe arquivo para o port em /cdrom/ports/distfiles, você vai precisar obter este arquivo de outra máquina e copiá-lo para /usr/ports/distfiles de um disquete ou de sua partição DOS. Leia o Makefile (com o cat, ou more, ou view) para descobrir aonde ir (o site de distribuição principal) para obter o arquivo e qual o seu nome. O nome do arquivo será truncado se ele for obtido a partir do DOS, e depois de colocá-lo em /usr/ports/distfiles você precisa renomear o arquivo (com o comando mv) para seu nome original para que ele possa ser encontrado. (Use o modo de transferência binária!) Então volte para /usr/local/kermit, encontre o diretório com o Makefile, e execute make all install.

Outra coisa que pode acontecer quando da instalação de um port ou pacote é que algum outro programa seja necessário. Se a instalação parar com uma mensagem can't find unzip ou algo parecido, você pode precisar instalar o pacote ou port do unzip antes de continuar.

Uma vez instalado, execute rehash para fazer o FreeBSD reler os arquivos no path, então ele saberá o que existe lá. (Se você obter uma série de mensagens path not found quando usar whereis ou which, você pode querer adicionar entradas para a lista de diretórios na declaração do path no .cshrc em seu diretório home. A declaração do path no UNIX® funciona do mesmo modo que no DOS, exceto pelo diretório corrente que não é (por padrão) incluído no path por razões de segurança; você precisa digitar ./ antes do comando para executa-lo; sem espaços depois da barra.

Você pode querer obter a versão mais recente do Netscape® a partir de seu site FTP. (O Netscape® requer o X Window System.) Agora existe uma versão para o FreeBSD, então explore com cuidado. Basta usar o gunzip filename e tar xvf filename no arquivo, mover o binário para /usr/local/bin ou algum outro lugar onde os binários são mantidos, execute rehash, e então coloque as seguintes linhas no .cshrc de cada diretório home dos usuários ou (mais fácil) em /etc/csh.cshrc, o arquivo de configuração principal de inicialização do csh:

setenv XKEYSYMDB /usr/X11R6/lib/X11/XKeysymDB
setenv XNLSPATH /usr/X11R6/lib/X11/nls

Isso assume que o arquivo XKeysymDB e o diretório nls estão em /usr/X11R6/lib/X11; se eles não estiverem, encontre-os e coloque-os lá.

Se você instalou o Netscape® originalmente a partir de um port usando o CDROM (ou o site FTP), não substitua o /usr/local/bin/netscape com o novo binário do Netscape®; isso é só um shell script que define as variáveis de ambiente para você. Em vez disso, renomeie o novo binário para netscape.bin e mova o binário antigo para /usr/local/netscape/netscape.

Este, e outros documentos, podem ser obtidos em ftp://ftp.FreeBSD.org/pub/FreeBSD/doc/

Para perguntas sobre FreeBSD, leia a documentação antes de contatar <questions@FreeBSD.org>.

Para perguntas sobre esta documentação, envie e-mail para <doc@FreeBSD.org>.