5. Editando Texto

Para configurar seu sistema, você precisará editar arquivos de texto. Muitos deles estarão no diretório /etc; e você precisará do su para tornar-se root e poder modificá-los. Você pode utilizar o ee, por ser fácil de usar, mas à longo prazo vale a pena aprender o editor de texto vi. Um excelente tutorial sobre o vi pode ser encontrado em /usr/src/contrib/nvi/docs/tutorial, se você tiver os fontes do sistema instalado.

Antes de editar um arquivo, você provavelmente deveria fazer um backup dele. Suponha que você queira editar o /etc/rc.conf. Você pode simplesmente usar cd /etc para ir até o diretório /etc e fazer:

# cp rc.conf rc.conf.orig

Isso vai copiar o rc.conf para rc.conf.orig, e depois você poderá copiar o rc.conf.orig para rc.conf para recuperar o original. Mas o melhor mesmo seria mover (renomear) e copiar novamente:

# mv rc.conf rc.conf.orig
# cp rc.conf.orig rc.conf

pelo fato do comando mv preservar a data e o dono originais do arquivo. Você pode agora editar o rc.conf. Se você quiser o original de volta, você faria mv rc.conf rc.conf.myedit (assumindo que você queira preservar a versão modificada) e então:

# mv rc.conf.orig rc.conf

para voltar as coisas do jeito que estavam.

Para editar um arquivo, faça:

# vi filename

Mova-se através do texto com as setas do teclado. Esc (a tecla de escape) coloca o vi em modo de comando. Aqui estão alguns comandos:

x

Remove o caractere onde está o cursor

dd

remove a linha inteira (mesmo que ela quebre na tela)

i

para inserir texto a partir do cursor

a

para inserir texto após o cursor

Uma vez que você digite i ou a, você pode inserir o texto. Esc coloca você de volta no modo de comando

:w

para salvar suas modificações no disco e continuar editando

:wq

para salvar as modificações e sair

:q!

para sair sem salvar as modificações

/text

para mover o curso para text; /Enter (a tecla enter) para encontrar a próxima ocorrência de text.

G

vai para o final do arquivo

nG

vai para a linha n no arquivo, onde n é o número.

Ctrl+L

para redesenhar a tela

Ctrl+b e Ctrl+f

volta e avança na tela, respectivamente, assim como fazem no more e view.

Pratique com o vi em seu diretório home, criando um novo arquivo com vi filename, adicionando e removendo texto, salvando o arquivo, e chamando-o de novo. vi oferece muitas surpresas, pois ele é realmente bastante complexo, e algumas vezes você vai inadvertidamente executar um comando que vai fazer alguma coisa que você não espera. (Algumas pessoas realmente gostam do vi — ele é mais poderoso que o DOS EDIT — procure sobre o comando :r.) Use Esc uma ou mais vezes para estar seguro de que você está no modo de comando e continuar a partir daí se você tiver problemas, salve frequentemente com :w, e use :q! para sair e começar novamente (a partir do seu último :w) quando você precisar.

Agora você pode entrar no diretório /etc com o cd, usar o su para tornar-se root, usar o vi para editar o arquivo /etc/group, e adicionar um usuário no grupo wheel para que ele tenha privilégios de root. Só adicione uma vírgula e o login do usuário no fim da primeira linha do arquivo, pressione Esc, e use :wq para escrever suas alterações no disco e sair. Efeito instantâneo. (Você não colocou um espaço depois da vírgula, colocou?)

Este, e outros documentos, podem ser obtidos em ftp://ftp.FreeBSD.org/pub/FreeBSD/doc/

Para perguntas sobre FreeBSD, leia a documentação antes de contatar <questions@FreeBSD.org>.

Para perguntas sobre esta documentação, envie e-mail para <doc@FreeBSD.org>.