4. Adotando um port sem manutenção

4.1. Escolhendo um port sem manutenção

Assumir a responsabilidade pela manutenção de um port que está abandonado é uma excelente forma de se envolver. Ports sem manutenção só são atualizados ou consertados quando alguém se voluntaria à trabalhar neles. Existe um grande número de ports sem manutenção. É uma boa idéia iniciar com a adoção de um port que você usa regularmente.

Os ports sem manutenção tem a variável MAINTAINER setada como ports@FreeBSD.org em seu Makefile. A lista dos ports sem manutenção, seus erros atuais, e seus respectivos relatórios de problema , pode ser vista no Sistema de Monitoração de Ports do FreeBSD.

Alguns ports afetam um grande número de outros devido as suas dependências e aos ports escravos. Você deve esperar até que tenha alguma experiência antes de se voluntariar para manter um port destes.

Você pode descobrir se um port tem ou não dependências ou ports escravos, observando o índice principal de ports chamado INDEX. (O nome do arquivo varia de acordo com a release do FreeBSD; por exemplo, INDEX-8.) Alguns ports têm dependências condicionais que não são incluídas na compilação padrão do INDEX. Esperamos que você seja capaz de identificar estes ports observando os Makefiles dos outros ports.

4.2. Como adotar um port

Primeiro certifique-se de que você compreende as suas responsabilidades como um mantenedor. Também leia o Porter's Handbook. Por favor, não se comprometa com mais do que o que você se sente capaz de fazer.

Você pode pedir para se tornar o responsável por um port sem manutenção no momento em que desejar. Basta definir o MAINTAINER para o seu próprio email e enviar um PR (relatório de problema) com a mudança. Se o port tiver erros de compilação ou se estiver precisando de atualização, você pode querer enviar quaisquer outras alterações no mesmo PR. Isto irá ajudar porque muitos comitters estão pouco dispostos a designar alguém sem um histórico conhecido junto ao FreeBSD como responsável pela manutenção de um port. Enviar PRs os quais corrigem erros de compilação ou que atualizam ports é a melhor forma de estabelecer um.

Envie o seu PR com a categoria ports e a classe change-request. Um comitter irá examinar o seu PR, dar commit das alterações e finalmente fechar o seu PR. Algumas vezes este processo pode demorar um pouco (afinal os comitters também são voluntários).

Este, e outros documentos, podem ser obtidos em ftp://ftp.FreeBSD.org/pub/FreeBSD/doc/

Para perguntas sobre FreeBSD, leia a documentação antes de contatar <questions@FreeBSD.org>.

Para perguntas sobre esta documentação, envie e-mail para <doc@FreeBSD.org>.